Páginas
TwitterRssFacebook
Categorias

Postado por em out 26, 2015 em -, INSPIRAÇÕES | 3 comentários

Reeducação Alimentar X Abstinência

Reeducação Alimentar X Abstinência

Amigos,
Espero que gostem de mais uma matéria escrita pela Erwelley. Ela eliminou cerca de 50 quilos e é um super exemplo! Aqui ela fala um pouco sobre sua experiência com o processo de reeducação alimentar e abstinência!
Vale a leitura! Principalmente numa segunda feira! ; )
Beijos,
Fabi

Cabeçalho Erwelley

Todos nós ouvimos falar em Reeducação Alimentar, Mudanças de Hábitos entre outros apelos para obter uma melhor qualidade de vida. Mas poucas pessoas realmente sabem o que significa na prática. Pois parar, refletir e executar um plano alimentar é uma tarefa bastante minuciosa.

Relacionar a vida alimentar com tantas tarefas é uma verdadeira arte. Afinal, vivemos numa época em que é preciso realizar diversas atividades ao longo do dia, e muitas vezes esquecemos até de nos alimentar, quanto mais com todo cuidado e atenção na escolha dos alimentos.

Muitas pessoas hoje, me perguntam se quando iniciei o processo de emagrecimento foi doloroso, se sentia fome, se comia coisas proibidas na “DIETA”, entre outras. De fato são questões muito comuns quando se trata de EMAGRECIMENTO, mas diante mão digo que SIM: tive crises de ansiedade, irritação, angústia emocional e a abstinência foi minha companheira por muito tempo! No entanto, foi necessário fazer um trabalho psicológico pessoal. Não! Eu não fui ao psicólogo. Mas me auto ajustei diante das adversidades apresentadas no decorrer de possíveis crises.

Momentos, nos quais eu me culpava por não me sentir segura a ponto de não comer aquele chocolate que estava guardado (de propósito) na geladeira, de abrir o armário e ver dezenas de pacotes de biscoitos recheados, salgadinhos e etc.
Quantas vezes chorei olhando para o espelho e me perguntando por quê era tão fraca! E por mais que tentasse e até conseguia por um certo tempo, mas sempre voltava a estaca zero e com uma garrafa de refrigerante do lado. O que eu fazia? LAMENTAVA! Me torturava! Mas quer saber? Eu sempre acreditei que por trás de todos os empecilhos, havia uma mulher com vontade de se SUPERAR. E esta força me levantava cada dia. Se hoje não deu certo, tente amanhã, tente depois e depois e sempre; até conseguir estabelecer quem é você e o que seu corpo necessita de fato.

TORTURA! É a palavra que define o que passamos, quando não temos controle da nossa alimentação; quando por pura falta de bom senso, nos deixamos levar num desequilíbrio emocional que para nós na maioria das vezes é encarado como NORMAL, e não tem nada de normal em se torturar com cobranças abusivas.

Não faça DIETAS RESTRITIVAS que te impeçam de viver. Elimine os excessos e adicione os benefícios. Faça suas contas e busque informações.

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR não é isso! É estabelecer metas diante de possibilidades. É reverter um quadro funcional que provavelmente está acometendo a nossa saúde e sequer nos damos conta de todos os riscos.

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR é REAPRENDER A COMER; é excluir tudo aquilo que te faz mal e admitir suas falhas com consciência. É andar conforme a força dos seus joelhos. Digo: RESPEITE SEU CORPO! RESPEITE SEU TEMPO! AME-SE! PROTEJA SUA SAÚDE!
Quando tiver consciência do quanto a REEDUCAÇÃO ALIMENTAR é importante; você vai perceber que a ABSTINÊNCIA é uma pedra no sapato, que pode ser retirada quando doer, ou esmagada quando você passar por cima e apender também a lidar com seu EU.

Vá ao mercado com um plano e o coloque em prática. Monte sua rotina conforme suas necessidades e se possível, busque o apoio de um profissional qualificado para orientações.

Não deixe coisas no armário (DE PROPÓSITO). Evite se sabotar, sendo consciente da sua responsabilidade emocional diante de toda uma vida que merece ser vivida com qualidade e respeito.

Afinal, você é o único responsável pela mudança que VOCÊ quer ser.

Grande BEIJO e até a próxima!
Érwelley

3 Comentários

  1. Adorei a matéria Fabi. Sempre arrasando! Obrigada pela confiança! # viverLight

    [Responder]

  2. Estou entrando em processo de reeducação alimentar, mas estou me sentindo muito irritada, parece que as frutas ou que eu me propus a comer não me enche os olhos, estou sentindo muita vontade de come coxinha, batata frita e outros alimentos gordurosos a impressão e que apenas eles vão me satisfazer!

    [Responder]

    Gravatar

    Fabi Monte respondeu:

    Mila, como está este processo pra vc agora? Tudo na vida é hábito, e toda mudarça é difícil! Procure alimentos que te encham os olhos e sejam saudáveis! Vc não é obrigada a gostar de todas as frutas, busque a que te agrada! Bjs

    [Responder]

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *