Páginas
TwitterRssFacebook
Categorias

Postado por em set 29, 2014 em PRA SUAR | 2 comentários

Afinal, o que é melhor: esteira, transport ou bike?

Afinal, o que é melhor: esteira, transport ou bike?

Pessoal,

Hoje, dia 29 de setembro é o Dia Mundial do coração!!! Então vamos falar de atividades pra cuidar dele? Afinal, o que é melhor: esteira, transport ou bike?

Adoro minhas corridinhas de rotina e faço aula de spinning frequentemente com a Alessandra, profissional de educação física, que é quem esclarece esta dúvida pra gente!

Espero que curtam!
Beijos,
Fabi

Na verdade, se o objetivo é o EMAGRECIMENTO, NÃO importa o APARELHO escolhido, mas SIM o ESFORÇO que você faz durante o exercício e o ritmo dos batimentos cardíacos gastos por minuto.

Trabalhar mais músculos em um aparelho do que outros é apenas uma consequência, já que o objetivo desses treinos são o condicionamento cardiovascular, no entanto, quanto mais grupamentos estiverem envolvidos no seu esforço, mais você poderá elevar seu gasto calórico.

Foto retirada do site: http://kilorias.band.uol.com.br/tag/esteira/

Foto retirada do site: http://kilorias.band.uol.com.br/tag/esteira/

ESTEIRA:

Levando em consideração a utilização de todos os aparelhos com o mesmo nível de intensidade, a ESTEIRA tem uma LEVE VANTAGEM devido ao número de grupamentos musculares envolvidos.

Foto retirada do site "http://boaforma.uol.com.br/album/2013/03/29/apresentadora-do-sbt-faz-treino-para-ter-um-corpo-firme.htm"

Foto retirada do site “http://boaforma.uol.com.br/album/2013/03/29/apresentadora-do-sbt-faz-treino-para-ter-um-corpo-firme.htm”

TRANSPORT

Já o transport é indicado para que não consegue correr na esteira e ainda tem a vantagem de reduzir o impacto sobre os joelhos; também pode ser uma melhor alternativa do que a bicicleta, porque gasta mais calorias e proporciona um movimento do corpo todo.

Nessa atividade a musculatura de membros superiores são exigidas, mas o destaque está nos membros inferiores (quadríceps, isquiostibiais (em linhas gerais conjunto dos músculos da região da coxa), panturrilhas e glúteos). Uma dica para o melhor aproveitamento desse exercício é evitar o movimento com a ponta dos pés e manter sempre os joelhos alinhados com o quadril e o mais importante, o abdômen deve estar sempre contraído.

Alessandra mostrando sua paixão por bikes!!!

Alessandra mostrando sua paixão por bikes!!!

SPINNING

Agora vou puxar a corda pro meu lado risos.. Que tal variar com as aulas de spinning?

Também é uma atividade zero% de impacto sobre as articulações dos joelhos, tornozelos e coluna vertebral que também poderá proporcionar benefícios enormes ao aparelho respiratório. As musculaturas mais exigidas também são os quadríceps, isquiostibiais, panturrilha, glúteos e abdômen.

Você deve ficar atento a execução correta do movimento das pedaladas o que só ocorrerá se os ajustes da sua bike estiverem corretos.

Acho bem importante dar novos estímulos ao seu corpo, por isso variar seus treinos também é uma dica legal!

O importante é buscar ajuda com o seu professor da sua academia para que a sua prática desportiva seja saudável e isenta de riscos, assim você atingirá seus objetivos de forma prazerosa.

Bom treino!
Alessandra

Fabi mostrando um pouco das suas paixões: correr e spinning! No canto superior, direito: Alessandra

Fabi mostrando um pouco das suas paixões: correr e spinning! No canto superior, direito: Alessandra

2 Comentários

  1. Gosto de variar entre a corrida na rua e o spinning. A aula da Alê é um evento. Aliás, muito concorrido.
    Se amanhã não chover, vou na aula das 8h.

    [Responder]

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *