Páginas
TwitterRssFacebook
Categorias

Postado por em set 13, 2014 em SAÚDE | 7 comentários

Gordura no fígado: cuidado com a “bebedeira”!

Gordura no fígado: cuidado com a “bebedeira”!

rquel cabecalho
Mas afinal, o que é “Gordura no fígado???

A gordura no fígado é chamada de esteatose hepática. Ela pode desencadear inflamação, com desenvolvimento de hepatite. Nos casos mais avançados, pode progredir para CIRROSE e FALÊNCIA HEPÁTICA. O ÁLCOOL é uma das causas da doença. Muitas pessoas pensam que BEBER APENAS UMA VEZ NA SEMANA não é fator de risco. Mas se nesta única vez o consumo é EXCESSIVO o risco pode ser semelhante a uma ingestão diária.

Foto retirada do site: http://www.noticiasbr.com.br/pesquisa-mostra-que-o-alcool-consumido-em-excesso-aumenta-os-riscos-de-estupro-e-assalto-145414.html

Foto retirada do site: http://www.noticiasbr.com.br/pesquisa-mostra-que-o-alcool-consumido-em-excesso-aumenta-os-riscos-de-estupro-e-assalto-145414.html

Chamamos de doença hepática gordurosa do fígado NÃO ALCÓOLICA o acúmulo de gordura não relacionada ao uso de bebidas alcoólicas (acima de 20g/dia em homens e 10g/dia em mulheres). A gordura no fígado também é um sinal de alerta para doenças coronarianas, pois está relacionada a um maior risco de INFARTO agudo do miocárdio.

O diagnóstico de esteatose hepática é cada vez mais freqüente e acompanha o CRESCENTE AUMENTO DOS CASOS DE OBESIDADE e Diabetes Mellitus tipo 2. A deposição de gordura no fígado pode ser encontrada em até 90% desses pacientes.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, MESMO QUE VOCÊ NÃO BEBA ÁLCOOL, a presença de 3 ou mais dos critérios abaixo são RISCOS PARA A DOENÇA:

=> Circunferência abdominal (Homens >102cm; Mulheres >88cm)
=> Triglicerídeos >149mg/dl
=> Colesterol HDL (Homens <40mg/dl; Mulheres <50mg/dl) => Pressão arterial >129/84mmHg
=> Glicemia de jejum >109
=> diagnóstico de Diabetes Mellitus
Outras causas e condições associadas à esteatose não alcoólica: hepatite C e B, infecção por HIV, esteatose hepática aguda da gravidez, uso de fármacos como corticóides e estrogênio, perda de peso rápida, cirurgia de derivação intestinal, entre outras.

consumo-de-alcool-principalmente-cerveja-provoca-obesidade-abdominal

A GORDURA NO FÍGADO APRESENTA SINTOMAS?

A maioria dos pacientes NÃO apresentam sintomas. No entanto, 20 a 30% se queixam de FADIGA e DESCONFORTO na parte superior do abdômen, principalmente à direita. No exame físico, encontramos obesidade e/ou aumento do fígado em 75% dos casos. Em pacientes com cirrose, podem ser encontrados olhos amarelados, barriga d`água, inchaço nas pernas e desnutrição.

COMO DESCUBRO QUE TENHO A DOENÇA?

Podemos detectar através de imagem, muitas vezes em avaliações de check up. Os exames de imagem (ultrassonografia, tomografia computadorizada ou ressonância magnética) mostram o acúmulo de gordura no fígado e complicações associadas. A alteração laboratorial mais freqüente quando há inflamação é a ELEVAÇÃO DAS ENZIMAS do fígado. Devem ser avaliados também os níveis de colesterol, triglicerídeos, glicemia de jejum e a curva de tolerância à glicose. A biópsia do fígado ( retirada de um fragmento do órgão com a utilização de uma agulha) é o exame mais confiável para o diagnóstico de esteatose hepática e permite definir a gravidade da doença. No entanto, por ser um método invasivo, apresenta riscos e deve ser indicado COM MUITO CRITÉRIO por um médico.

Foto retirada do site:http://www.saudefamilia.com/o-que-e-a-gordura-no-figado/

Foto retirada do site:http://www.saudefamilia.com/o-que-e-a-gordura-no-figado/

QUAL É O TRATAMENTO?

As modificações do ESTILO DE VIDA são muito importantes tanto para PREVENÇÃO quanto para o tratamento da doença. A prática regular de ATIVIDADE FISICA é um passo muito importante, pois ajuda a perder o peso, diminuir o colesterol e corrigir anormalidades metabólicas. Deve-se perder peso com cautela, pois a perda rápida pode provocar estresse metabólico e levar ao depósito de gordura no fígado. Na obesidade, além de dieta e exercícios físicos, com a ajuda de uma médico especialista podem ser usados alguns medicamentos e também ser indicada cirurgia bariátrica (redução do estômago). Deve-se controlar o colesterol, o diabetes, e evitar o uso de medicamentos que tenham como efeito adverso a esteatose hepática.

Foto retirada do site: http://clinicadue2.blogspot.com.br/2011/09/os-custos-da-obesidade.html

Foto retirada do site: http://clinicadue2.blogspot.com.br/2011/09/os-custos-da-obesidade.html

CUIDE BEM DO SEU FÍGADO!!!

– PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS
– TENHA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
– EVITE O USO EXCESSIVO DE BEBIDAS ALCÓOLICAS

Dra Raquel Novaes Fossari

raquel

7 Comentários

  1. O equilíbrio é importante em todos os aspectos da vida, e no consumo alcóolico não é diferente. Os apreciados de cerveja tem um grande aliado nesse momento, denominado por alguns como a Revolução da Cerveja, podemos dizer que o momento é propício ao consumo de qualidade, beba menos e beba melhor, ou melhor, deguste sua cerveja. Agora, no Brasil, temos acesso a uma infinitude de cervejas que nos proporcionam novos sabores, novos aromas e o consumo consciente. Um brinde a lightitude!

    [Responder]

    Gravatar

    admin respondeu:

    Gutemberg, super concordo com seu comentário. Muito bem dito! Acho que tudo nessa vida é equilíbrio! Obrigada por sua presença aqui no blog!

    [Responder]

  2. Eu tenho gordura no fígado descobri a cerca de um mês já entrei na dieta zero,a primeira coisa que o médico falou pra eu não consumir bebidas alcoólicas pq e um veneno parei no exato momento perdi peso e tô tomando as medicações e já perdi seis quilos e tô bem com migo mesmo

    [Responder]

    Gravatar

    Fabi Monte respondeu:

    Continue nesse caminho! Espero que as coisas estejam melhores pra vc! BJs Fabi

    [Responder]

  3. Tenho gordura no fígado,E adoro cerveja inclusive faço cerveja artesanais,para resolver meu problema,diminui drásticamente a ingestão de bebidas alcoólicas nos finais de semana, aboli as comidas gordurosas, e faço atividade física diariamente. Espero poder assim saborear com moderação minhas cervejas e mudar meu estilo de vida e ser saudável!!!

    [Responder]

  4. tenho esteatose severa não bebo cerveja ou álcool ha mais de 20 anos meu médico disse que não tem problemas so tenho que beber pouco isso confere?tirei pedras na vesícula

    [Responder]

    Gravatar

    Fabi Monte respondeu:

    O melhor caminho é sempre buscar um médico mesmo! Converse com o seu médico e siga as orientações!

    [Responder]

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *